Suíça,oficialmente Confederação Suíça, é uma república democrática composta por 26estados, mais conhecidos por cantões. Cada cantão tem a sua própriaconstituição, legislatura (parlamento), governo e tribunais.Um dosprincipais temas eleitorais em 2015 foi a imigração. Em 2014, as relaçõessuíças com a União Europeia foram postas em causa quando o país tentouintroduzir limites sobre o número de migrantes europeus num referendo contra a”imigração maciça”. O governo suíço tentou então tranquilizar os seusparceiros europeus e não aplicou as medidas controversas. Esta questão poderiaviolar o princípio da livre circulação, que está condicionada a certos acordosbilaterais com a EU.

No final de 2016, foi votada uma lei que obriga osempregadores a contratar pessoas de nacionalidade suíça à procura de emprego,se a taxa de desemprego num setor for superior à média nacional. Esta lei foicriada para abordar a questão da quota de migração para a consternação de umaparte da população e dos políticos. Em 2008 a Suíçatornou mais difícil começar um negócio ao duplicar o capital mínimo exigido. Jáem 2015, facilitou este processo ao introduzir procedimentos online.

 ANÁLISE ECONÓMICAApesar docrescimento do PIB ter vindo a diminuir nos últimos dois anos, a economia daSuíça continua entre as mais altas do mundo com um PIB atual de 668,9 biliõesde dólares americanos. Já a taxa de desemprego é uma das mais baixas com 4,9%(2016). A economia beneficia-se do forte consumo doméstico, do comércio externoe dos gastos públicos.

Conforme osdados do Santander Trade, o principal setor da indústria suíça é o setor deserviços. Este setor compreende quase 74% do PIB e emprega pouco menos de trêsquartos da força de trabalho. O setor bancário, por si só, representa 8% doPIB. Diversos setoresbem desenvolvidos e competitivos a nível mundial comobancos, seguros, frete e transporte contribuíram para o desenvolvimento docomercio internacional em toda a Suiíça. O turismo, que contribuisignificativamente para a economia, ajuda a equilibrar o déficit comercial daSuíça.A agricultura écomposta por menos de 1% do PIB e emprega 3,2% da população ativa. Os produtosagrícolas primários são gado e produtos lácteos, embora o país também abriguemais de 9 mil vinícolas.

Apesar do pequeno tamanho da indústria agrícola emgeral, a agricultura orgânica experimentou um crescimento considerável.A indústriaemprega 20% da força de trabalho e compreende um quarto do PIB. A Suíça émundialmente conhecida pela alta qualidade de seus produtos manufaturados, queincluem relógios, motores, geradores, turbinas e diversos produtos de altatecnologia. O setor industrial forte é liderado por grandes grupos exportadores.Basileia, em particular, abriga uma indústria química e farmacêutica muitodinâmica e poderosa.  ANÁLISE SÓCIO CULTURAL-DEMOGRÁFICADe acordo comdados do World Bank, Suíça tem cerca de 8,3 milhões de habitantes, com umapredominância de população feminina (50,5%) sobre a população masculina(49,5%).Em 2012,aproximadamente 23,3% da população eram estrangeiros residentes, uma dasmaiores percentagens no mundo.

Os imigrantes portugueses representavam 12,7%. Aimigração de grandes grupos estrangeiros, sobretudo portugueses, espanhóis,italianos, sérvios e albaneses permitiram a penetração de várias línguasestrangeiras como o português, o espanhol, o sérvio e, recentemente o turco,entre outras.A Suíça é umestado laico, embora a maioria dos cantões reconhece religiões oficiais como aIgreja Católica e a Igrega Reformada Suíça. O cristianismo é a religiãopredominante no país com 79% da população a afirmar-se cristã.Apesar da Suíçanão estar integrada na União Europeia, a população partilha dos mesmos ideaisque os países europeus ocidentais. Valorizam a liberdade, tolerância epluralismo. A cultura do país é principalmente composta pelo desporto, artes egastronomia.

 ANÁLISE TECNOLÓGICAAtualmente,quase 90% da população utiliza a internet (World Bank, 2016), um aumento de,aproximadamente, 15% em dez anos. Em 2015, a percentagem de pessoas comtelemóvel era o dobro da percentagem da população que possuía telefone fixo.Suíça possui 5aeroportos internacionais: Zurich-Kloten, Genebra, Basileia-Mulhouse, Berna eLugano. Os último dois são mais pequenos e não tem capacidade para grandesaviões, operando principalmente voos low cost.

No total, aproximadamente 52milhões de passageiros passaram pela Suíça em 2016. ANÁLISE MODELO HOFSTEDE  Figura 4- Modelo Hofstede SuíçaFonte: Hostede Insights  DISTÂNCIA AO PODERCom umapontuação de 34, a Suíça está entre as classificações mais baixas destadimensão, ou seja, a sociedade acredita que as desigualdades entre as pessoasdeveriam ser minimizadas. Isso significa que o seguinte carateriza o estilosuíço alemão: ser independente, hierarquia apenas para conveniência, direitosiguais, superiores acessíveis, líderes educativos, gestão facilita e fortalece.O poder é descentralizado e os gerentes contam com a experiência dos membros dasua equipa. Os coloboradores esperam ser consultados.

O controlo não éapreciado e a atitude perante os gerentes é informal. A comunicação é directa eparticipativa. Nesta dimensãoexiste uma vasta diferença em relação à parte Suiça onde se fala francês, emque a pontuação da Distância ao Poder é mais elevada e similar a França, o quesignifica que as pessoas aceitam a ordem hierárquica em que todos têm o seulugar e onde não é preciso justificação. A hierarquia numa organização é vistacomo tendo desigualdades inerentes onde a centralização é popular, ossubordinados esperam receber ordens e o patrão ideal é o autocrata benevolente.

 INDIVIDUALISMOTanto a parte delíngua alemã, como a de língua francesa na Suíça, tem uma pontuaçãorelativamente elevada nesta dimensão (68), sendo assim considerada umasociedade individualista. Isto significa que existe uma preferência alta parauma estrutura social pouco unida, em que é esperado que os indivíduos apenascuidem de si próprios e da sua família mais próxima. Em sociedadesindividualistas, a ofensa provoca culpa e perda de auto-estima, orelacionamento entre empregador e empregado é um contrato baseado em vantagemmútua, onde decisões de contratação e de promoção são baseadas no mérito. MASCULINIDADEA Suíça tem umapontuação de 70 nesta dimensão, e em ambas as partes da Suíça (de língua alemãe língua francesa) a sociedade é masculina – altamente orientados para osucesso, se bem que na parte de língua alemã, o impacto é muito mais notável.

Em países masculinos, as pessoas “vivem para trabalhar”, é esperado que osgerentes sejam decisivos e o enfâse está na equidade, competitividade eempenho. Os conflitos são resolvidos, enfrentando-os. AVERSÃO À INCERTEZAA Suíça obtemuma pontuação de 58 nesta dimensão, refletindo a diferença entre as partes delíngua francesa e língua alemã.

A parte de língua francesa tem uma preferênciaforte para a Aversão à Incerteza, enquanto que a parte de língua alemã tem umapontuação mais baixa. Os países que têm uma aversão elevada à incerteza mantêmcódigos rígidos de crenças e comportamentos e são intolerantes em relação aideias e comportamentos não ortodoxos. Nestas culturas, existe uma necessidadeemocional para regras (mesmo que estas nunca pareçam funcionar), tempo édinheiro, as pessoas têm uma necessidade interior para estarem ocupadas etrabalharem muito, a precisão e pontualidade são a norma, inovação pode serresistida e a segurança é um elemento importante para a motivação individual.As decisões são tomadas após uma análise cuidadosa de todas as informaçõesdisponíveis. 

Written by
admin
x

Hi!
I'm Colleen!

Would you like to get a custom essay? How about receiving a customized one?

Check it out